O Universo Eterno

download (2)

Em outra postagem argumentei sobre qual ciência ou ramo do conhecimento teria sido o primeiro a existir ou ser percebido no Cosmos, chegando à conclusão que a Matemática sempre existiu e sempre existirá, neste e em possíveis outros Universos, indiferente da complexidade dos mesmos.

Logicamente, em qualquer Universo, a Física sempre seguirá regras matemáticas mas poderá ser diferente da que conhecemos. Poderiam, por exemplo, existir Universos onde as estrelas, planetas e outros corpos teriam forma esticada, como salsichas e não globulares como estamos acostumados a ver.

Para nossa visão e nossa Física atual, seria difícil conceber e tentar explicar a existência de tais estrelas alongadas de milhões de quilômetros de comprimento e que propriedades existiriam para que isso ocorresse.

Ainda no campo da especulação e da livre imaginação, poderiam existir “estrelas” não de plasma, mas de água que, de alguma forma, sustentariam a vida nos planetas em suas orbitas. As possibilidades são imensas.

Agora vou tentar passar minhas ideias sobre a origem do todo, não apenas de nosso Universo, mas do Multiverso em si e de possíveis outros tipos de ambientes cósmicos. Uma ressalva deverá ser feita pois, se a Cosmologia e os Físicos procuram uma explicação para a origem do Multiverso (ou de nosso Universo), invariavelmente eles caem em uma armadilha cuja única resposta (não cientifica), seria a existência de um possível criador.

Desta forma, creio que o Multiverso (ou o nosso Universo, caso não existe o primeiro), seja a única coisa que sempre existiu; não precisamos nem devemos tentar ir atrás de explicação porque não a encontraremos.

Entretanto, se realmente o Universo (ou o Multiverso), possuem uma origem, um nascimento, ele estaria regido por leis possivelmente não da nossa Física tradicional, mas de outra ciência. Conversando com meu filho (Arthur de Castro), sobre o assunto, ele me passou a seguinte ideia: Em determinado momento, quem sabe há trilhões e trilhões de anos, em um momento singular e talvez eterno, de não existência absoluta onde, devido a própria não existência de leis da Física, sem uma regulamentação cósmica, sem talvez nem mesmo a Matemática, tudo que fosse possível acontecer, aconteceria. Seguindo este pensamento (que vou chamar carinhosamente de Momento Monteiro/Castro), num instante x onde nada impede que algo possa acontecer, tudo pode acontecer e então, o Universo (ou Multiverso), nasceria.

Evidentemente é algo Filosófico, possivelmente sem comprovação ou, muito antes pelo contrário, a prova seria a própria existência do Universo ter saído do nada como acreditam alguns. A este momento estranho que beira a uma certa insanidade, criei o termo Ilusophia, que comentarei em uma próxima postagem.

download (1)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s