OS TRÊS PILARES DO MULTIVERSO

wormhole.png

 

 

A ideia ou conceito atual de Multiverso ou Universos Paralelos é fortemente sustentada por três grandes idéias que são: Inflação Eterna,  Energia Escura e  Teoria das Cordas.


Inflação Eterna
:
A cada instante, desde antes do Big Bang, novos universos estão nascendo.


Georges-Henri Édouard Lemaître
foi um padre católico, astrônomo, físico e cosmólogo belga que primeiramente propôs o que ficou conhecido como Teoria da Origem do Universo do Big Bang, que ele chamou de “Hipótese do Átomo Primordial“. Em 1927, independentemente dos trabalhos de Alexander Friedmann, Georges Lemaître afirma que o universo está em expansão, baseando-se nos trabalhos de Vesto Slipher (mais tarde esta expansão seria confirmado por Edwin Hublle).

Segundo a Teoguth_alanria do Big Bang, nosso Universo (este em que estamos), nasceu de uma “grande explosão”, ocorrida a pouco mais de treze bilhões de anos. Em 1929 Edwin Hublleconstatou que as Galáxias estavam se afastando uma das outras e de um ponto em comum. Este deslocamento das galáxias serviria como base, em 1946, para George Gamow estabelecer a Teoria do Big Bang.  Analisando o desvio para o vermelho em suas observações, Hublle desenvolveu a teoria da Expansão do Universo  a qual veio a fortalecer esta idéia.

Restava saber que força gerou a explosão cósmica dos primeiros momentos do Big Bang. Segundo o físico Alan Guth (foto acima), os primeiros momentos do Big Bang teriam sofrido uma força fenomenal, uma gravidade repulsiva, uma espécie de gravidade negativa. Em 1979, Alan Guth  dá o nome a esta fase de Inflação.

Ao mesmo tempo em que Guth publicava seus cálculos, dois Físicos russos, Alex Vilenkin e Andrei Linde  descobriram que as equações da inflação escondiam um segredo: nosso universo poderia não ser o único! Eles identificaram a possibilidade de que novos Big Bangs teriam ocorrido antes do nosso e que outros estariam ocorrendo (Teoria da Inflação Eterna), que em outras palavras resultaria  em múltiplos universos (O Multiverso).

Foto.MaxRauner.jpg

Andrei Linde e Alex Vilenkin – Foto Max Rauner

 

Energia Escura
O acaso colocou a Terra na distancia certa do Sol da mesma forma que criou nosso Universo

 

Quando foi constatado que o Universo estava realmente em expansão, acreditava-se que essa fuga um dia diria iria terminar, da mesma forma que quando jogamos uma pedra para o alto. Entretanto, para perplexidade dos cientistas que registraram este movimento, foi constatado que a velocidade do afastamento não estava diminuindo e sim, acelerando cada vez mais. Mas que força estaria agindo na matéria do Cosmos? Um ideia plausível foi a Energia Escura que estaria fazendo tudo avançar ao infinito.

A primeira vista os cientistas acreditaram que essa força deveria ser muito forte mas, ao calculá-la, encontram um numero fantasticamente pequeno, muito próximo de zero (um ponto decimal seguido de 122 zeros após a virgula e o numero 1). Se alterarmos este numero para mais ou para menos, por menor que seja o fator, o Universo não seria o que é. Outros Universos existiriam, mas a maioria deles seria algo completamente diferente. Se esse numero fosse menor, digamos 4 zeros a mais, o Universo se expandiria muito rápido e não haveria a formação de estrelas, galáxias,  planetas e, desta forma, nem a vida como conhecemos. E, se ao contrario, se fosse maior uns quatro zeros a menos, ele implodiria logo após o nascimento.

No mesmo raciocínio, da mesma forma que a Terra esta na zona habitável no sistema solar (a 149 milhões de km do Sol),  é um apenas um mero acaso devido a inúmeros sistemas solares espalhados pela galaxia, os Cosmólogos acreditam que possam haver outros Universos com Energia Escura diferente, criando assim, outros tipos de Universos Paralelos. Como são infinitas possibilidades, pode acontecer de existirem outros universos cuja Energia Escura seja idêntica, criando cópias do nosso Cosmos.

 

Teoria das Cordas:
Cordas vibrantes precisam de mais de três dimensões para poder criar tudo.

pr-wittenOs Físicos sempre procuraram encontrar uma equação que descrevesse todos os fenômenos na natureza, a conhecidaTeoria de Tudo. Essa busca vem de longa data, sendo queAlbert Einstein morreu praticamente com um bloco de notas tentando resolver esta questão. O problema é tentar unir a Teoria da Relatividade com a Mecânica Quântica. São dois mundos regidos por leis completamente diferentes. Enquanto a primeira trata do mundo macroscópio, como o movimento dos planetas, queda de uma maça, movimento de um carro, a Mecânica Quântica versa sobre o mundo das partículas atômicas. Neste mundo estranho, uma entidade física pode estar em dois locais ao mesmo tempo (Bilocação), podem sumir e aparecer noutro local (sugerindo de que possam ter ido para outro Universo ou Dimensão), podem apresentar propriedades que desafiam a velocidade da luz (Entrelaçamento Quântico), entre outros fenômenos impossíveis de ocorrerem no mundo macroscópico e de serem explicados pela Teoria da Relatividade.

12496_3d_space_scene

Para tentar unir dois conjuntos de leis tão discordantes foi criada a Teoria das Cordas, pequenos elementos vibrantes, semelhantes a cordas. Conforme vibram em certas frequências, criam partículas e tudo que existe, até mesmo a Gravidade, Magnetismo etc. Mas, para que elas realmente possam existir, que possam vibrar livremente afim de criar todos os elementos, deveriam obrigatoriamente haver mais de três dimensões físicas. Atualmente, graças ao matemático Edward Witten  (foto acima), que aprimorou essa teoria, acredita-se que existam 10 dimensões de espaço e uma de tempo. Estas dimensões são invisíveis e podem estar a milímetros de nossos narizes, ou seja, em Universos Paralelos.

A Teoria das Cordas fez nascer três tipos de Universos Paralelos que veremos na tópico Universos Paralelos – Espécies  .

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s